Entrevista realizada pelo clube de rádio ouvintes internacional "DX Clube Sem Fronteiras" para o boletim DX Sem Fronteiras em outubro de 2018.

Entrevista ao Dexista e Radioamador Marcos Álvares Barbosa (MAB) da cidade de Recife do estado de Pernambuco no Brasil

DXCSF: Há quanto tempo é Dexista (Dxista), Radioescuta e/ou Radioamador?
MAB - Ingressei no Radioamadorismo aos 14 anos como PX, PX70A286, quase em seguida, tornei-me Radioamador classe C, detendo o prefixo PY7BPA. Após vários anos de atividades, fiz as provas, naquela época no DENTEL para promoção à classe B, como PY7DDH. Operei ativamente por mais 15 anos, isso era 1985. Fiquei inativo por mais de 10 anos e terminei perdendo a detenção do meu prefixo PY7DDH. E na Radioescuta, penso que já nasci Radioescuta.

DXCSF: Quais as emissoras que ouvia e qual marcou sua trajetória no início do hobby?
MAB - Naquela época, 1970, certamente a Rádio Suíça Internacional e a Deutsche Welle.

DXCSF: Das emissoras ouvidas no início do hobby qual programa lhe chamava atenção, a emissora está ativa?
MAB - Chamava-me muito atenção os programas sobre ciência, tecnologia e principalmente cursos de línguas. Infelizmente, essas emissoras não mais transmitem em português para o Brasil.

DXCSF: Na atualidade qual emissora que mais ouve e o programa que participa?
MAB - Rádio Mitre, Argentina, Rádio Cultura, Argentina, Rádio França Internacional, França e RAI, Itália. Normalmente não participo de programas das emissoras.

Leia mais...